ESCATOLOGIA ( NOÇÃO BASICA )

Pastor Ricardo Sorrentino

Projeto Mover de Deus

 

ESCATOLOGIA

(ESTUDO DO FUTURO)

Escatologia é a divisão da Teologia Sistemática que estuda as profecias bíblicas sobre o futuro. É por isso que a escatologia é melhor definida como sendo “a doutrina das últimas coisas”. Com certeza a escatologia bíblica é a área da teologia que desperta mais curiosidade entre cristãos, e que possui a maior variedade de interpretações.

 

O que é escatologia e qual o seu significado?

A escatologia é o clímax da revelação divina. Ela fala sobre a principal razão da criação do mundo material, e o cumprimento dos propósitos eternos de Deus para a humanidade. A escatologia estuda tanto as profecias que já se cumpriram como as que ainda se cumprirão. Portanto, tudo o que era “profeticamente futuro” na época em que foi escrito é abordado na escatologia bíblica.

 

O termo “escatologia” começou a ser utilizado no século 19 e vem da junção de duas palavras gregas: eschatos, que significa “último”; e logos, “palavra” ou “dissertação”. Assim, escatologia significa “doutrina ou estudo sobre as últimas coisas”.

 

O que é “escatologia inaugurada” e “escatologia futura”?

A escatologia bíblica estuda três tempos de profecias: profecias que já se cumpriram; profecias que estão se cumprindo; e profecias que ainda se cumprirão. Por causa disto, existe uma classificação que na teologia geralmente é chamada de “escatologia inaugurada” e “escatologia futura”.

 

Na escatologia inaugurada é abordado a fase atual do reino de Deus e as bênçãos presentes desfrutadas pelos crentes, bem como as várias profecias presentes no Antigo Testamento que se cumpriram na pessoa de Cristo em sua primeira vinda. A escatologia futura, como o próprio nome já diz, aborda os eventos futuros.

 

A escatologia geral e a escatologia individual

A escatologia também pode ser dividida em dois segmentos: escatologia geral e escatologia individual. A escatologia geral trata acerca do futuro do mundo. Já a escatologia individual trata do futuro individual do homem.

 

Na escatologia geral temas relacionados ao fim da presente dispensação são discutidos. Por exemplo: a segunda vinda de Cristo; a ressurreição geral; o juízo final; etc. Já na escatologia individual é o fim da vida do homem que é discutido, como a morte física, imortalidade, e o estado intermediário dos mortos.

 

Podemos citar dois textos bíblicos como exemplos de escatologia geral e escatologia individual. São eles: 1 Tessalonicenses 5:1-11 e Salmo 90. Em 1 Tessalonicenses o apóstolo Paulo trata da escatologia geral, enquanto no Salmo 90 Moisés fala a respeito da escatologia individual.

 

Quais são os principais assuntos estudados na escatologia?

De forma geral, um estudo escatológico completo e detalhado procura estudar:

 

As profecias em relação a Jesus Cristo: são consideradas as profecias messiânicas sobre a primeira vinda de Cristo que é o assunto mais importante do Antigo Testamento. Também é abordado cada uma das promessas de sua segunda vinda, especialmente no Novo Testamento.

Profecias em relação a Israel: como o povo da Aliança, a nação de Israel foi alvo de muitas profecias. Então a escatologia bíblica também estuda tais profecias, iniciando desde as primeiras promessas feitas a Abraão no livro de Gênesis.

Profecias em relação aos gentios: existem muitas profecias na Bíblia sobre os gentios. Um exemplo claro de uma delas, é a profecia que ocorreu ainda na família de Noé (Gênesis 9:27).

Profecias em relação à Igreja: tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, muitas profecias sobre a Igreja podem ser encontradas. Essas profecias deixam claro que Deus escolheu para si um corpo de santos formado por judeus e gentios.

Estado intermediário: uma abordagem sobre o estado intermediário dos homens (tanto dos salvos quanto dos ímpios) após a morte enquanto aguardam a ressurreição.

Reino milenial: essa área é a que mais gera discussões devido as suas diferentes escolas de interpretação. Basicamente é discutido o reino milenar de Cristo, o milênio, mencionado em Apocalipse 20.

Juízo final: um estudo sobre o julgamento de todos os homens. O evento do juízo final terá algumas diferenças, principalmente cronológicas, dependendo da corrente de interpretação escatológica adotada.

Estado eterno: um aprofundamento sobre os relatos de Apocalipse 21 e outros textos bíblicos. Neste ponto são estudadas as profecias sobre a vida dos justos no novo céu e nova terra bem como a vida dos ímpios no tormento eterno no inferno.

Fechar Menu